sexta-feira, agosto 19

regresso

Talvez, de mansinho, devagarinho, pé ante pé, como se de nada se tratasse ou fosse significativo.
Quero regressar, por claro pretensiosismo de ter ideias, impressões (como eu gosto de assinalar) a reconhecer ou rever.
Quero regressar por simples amizades, gratos prazeres, palavras amáveis que me fizeram sentir gente, sentir talvez útil, senão a muitos pelo menos a alguns, o que é um grato prazer.
Regresso de mansinho, para deixar a minha impressão, as minhas ideias, o meu ponto de vista.
Regresso como crónicas do meu quotidiano e com reforço do meu subtítulo, crónicas de coisa nenhuma sobre tudo e para nada.

1 Comments:

At 6:01 da tarde, Blogger Alexandre Mota said...

Fico bastante satisfeito com este regresso.
Um abraço,

 

Enviar um comentário

<< Home