terça-feira, outubro 18

pingas

ontem, quando cheguei a casa, não caiam pingas, chovia desalmadamente.
tinha um cão solto que se pavoneava pela chuva. Apanhei uma molha monumental para o prender novamente e o obrigar a proteger-se da chuva.
depois de mudar de roupa, sentei-me frente à janela. À minha frente o horizonte, de onde se percebia a quantidade de água que caia e os pequenos pontos que marcam a paissagem.
Descansei nela o olhar e quase que senti vontade de voltar à lida do quotidiano, restabelecido que me senti.
adorei a chuva, ve-la cair do infinito directamente para a terra que olhava.

2 Comments:

At 12:23 da tarde, Blogger AnaCristina said...

Que bom... esta agua precisava de cair!!

 
At 2:36 da tarde, Anonymous Linda said...

Tal como tu (desculpa esta intimidade!) também adoro a chuva!
Faz-me sonhar, pensar, e viver...
Talvez sejamos ambos sonhadores!

 

Enviar um comentário

<< Home