sexta-feira, outubro 14

política

mas que política.
por vezes fico com a sensação que há alguns enganos, ou enganados, ou porventura que eu próprio estarei, mais que todos os outros, equivocado.
equivocos políticos e sobre política.
Afinal o que é isto, em que consiste. Quase todos dizem que não têm partido, mas defendem um política, como há os políticos que não têm partido, mas defendem uma posição, invariavelmente, a sua.
Na sequência das eleições autárquicas, algumas nuvens se dissipam, outras se formam.
Que equilíbrios procuramos nós? que outros ajustamentos são necessários para que a cidade cresça, a região se afirme e o país avance.
que tertúlias são necesárias para perceber que sentido leva isto, ou este sentido não tem sentido.
um texto à avessas, que me custa a perceber no meio de uma linguagem que tudo mostra e nada revela, que descobre enquanto oculta.

2 Comments:

At 2:06 da manhã, Anonymous IC said...

Não sei se é um texto às avessas, mas eu ajudaria a pendurar pelas árvores e candeeiros do país (já que não temos acesso às redacções dos jornais nem às programações televisivas)uns cartazes com essa pergunta "que tertúlias são necessárias para perceber que sentido leva isto, ou este sentido não tem sentido." :)

 
At 5:25 da tarde, Blogger Doutor Bácoro said...

Viva! Saudações bloguísticas!
Venho aqui dar notícia do novo blog alentejano de humor, porque é necessário dar "um pontapé" na crise, e isso só é possível a rir, ou à martelada. Divirtam-se!
www.doutorbacoro.blogspot.com

 

Enviar um comentário

<< Home